fbpx
INVESTIMENTO EM FUNDOS (400 x 200 px)

Tributação de fundos cambiais: impostos, prazos e cobrança

Saber como funciona a tributação de fundos cambiais é fundamental antes de investir nesse produto financeiro que acompanha as variações do câmbio. 

Esse condomínio de investimento deve aplicar pelo menos 80% do patrimônio em ativos atrelados à variação de moedas, como dólar, euro e libra.

Mas como ocorre o resgate? Existe come-cotas? Dúvidas como essas serão respondidas a partir de agora.

Siga a leitura, entenda como funciona a tributação de fundos cambiais e que tipos de impostos são cobrados no curto e longo prazos.

Consultoria de investimentos

Tributação de fundos cambiais: quais são os impostos?

A tributação dos fundos cambiais consiste na cobrança de dois tipos de impostos: o Imposto de Renda (IR) e o Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF). 

Veja mais detalhes sobre eles:

Imposto de Renda (IR)

O Imposto de Renda  é o tributo mais relevante no contexto da tributação de fundos cambiais. 

As alíquotas incidentes sobre o rendimento seguem uma tabela regressiva: quanto menos tempo o dinheiro fica investido, maior a mordida do Leão.

Imposto sobre Operações Financeiras (IOF)

O IOF também faz parte da tributação dos fundos cambiais, mas apenas se o resgate ocorrer em até 30 dias após os aportes

No primeiro dia após a integralização das cotas, por exemplo, pode consumir até 96% dos rendimentos.

As alíquotas regressivas diminuem com o passar do tempo e chegam a zero no 30º dia.

> Leia também: Tributação de fundos de investimento: alíquotas de Imposto de Renda e IOF.

Como funciona a tributação de fundos cambiais

A tributação dos fundos cambiais, como vimos, se divide em Imposto de Renda e IOF (que deixa de existir a partir do 30º dia de aplicação). 

Considerando apenas o IR, as alíquotas regressivas são as mesmas aplicadas aos fundos de renda fixa, conforme a duração dos investimentos.

Confira os detalhes:

Curto prazo

As alíquotas de IR para os fundos cambiais de curto prazo são:

  • Até 180 dias: 22,5%
  • Acima de 180 dias: 20%.

Longo prazo

Para os fundos cambiais de longo prazo, a tributação segue a seguinte tabela:

  • Até 180 dias: 22,5%
  • De 180 a 360 dias: 20%
  • De 361 a 720 dias: 17,5%
  • Acima de 720 dias: 15%.

> Leia também: Tributação em fundo de ações: tire suas dúvidas.

Consultoria de investimentos

Quando ocorre a cobrança de impostos nos fundos cambiais?

A tributação de fundos cambiais ocorre em diferentes momentos ao longo do tempo, mesmo que o investidor não faça resgates durante o ano-calendário.

Entenda:

Come-cotas

Os fundos cambiais também são submetidos ao come-cotas, a antecipação semestral do Imposto de Renda.

A cobrança ocorre duas vezes ao ano: no último dia útil de maio e no último de novembro.

Resgate

Na ocasião do resgate, é feito um ajuste do Imposto de Renda, considerando o montante pago por antecipação através do come-cotas.

Sendo assim, o investidor paga apenas o restante (se houver) de IR sobre o rendimento, conforme as alíquotas aplicáveis e o tempo de duração do investimento.

Consultoria de investimentos para aproximar você de seus objetivos. Comece agora!

Consultoria para investir em fundos cambiais

A tributação de fundos cambiais, como você viu, não é algo complicado.

Com um bom planejamento, você pode escapar do IOF e pagar as menores alíquotas de IR se investir para o longo prazo.

A escolha dos fundos cambiais, no entanto, deve levar em consideração o seu plano de investimento como um todo.

Qual a função dele no seu portfólio: proteger sua carteira, garantir o poder de compra para uma viagem internacional, honrar compromissos em moeda estrangeira?

Para ajudá-lo a estruturar um portfólio eficiente conforme seu perfil, objetivos e expectativas de rentabilidade, o melhor caminho é escolher uma consultoria especializada.

Esse é o trabalho que desenvolvo, tendo a missão de conectar você às melhores oportunidades do mercado, aqui e no exterior.

Quer conhecer mais sobre o meu trabalho e descobrir como a consultoria de investimentos pode ajudar na construção e preservação do seu patrimônio?

Mande uma mensagem pelo WhatsApp e vamos conversar!

Consultoria de investimentos


Lembre-se: rentabilidade passada não é garantia de retorno futuro. O desempenho dos fundos é líquido de taxas, mas não de impostos. O conteúdo deste blog tem o objetivo de educação financeira. Não tome decisões baseadas unicamente neste ou em qualquer texto. Faça a lição de casa, estude, questione, investigue e dê valor ao seu dinheiro.

Gustavo Heldt

Gustavo Heldt

Consultor associado da TRAAD Wiser Investor. Especialista em Investimentos e Finanças.

Me segue lá no Instagram 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Envie suas dúvidas :)