fbpx
INVESTIMENTO EM FUNDOS (400 x 200 px)

Stoxos FIA: gestão, estratégia e rentabilidade do fundo

Ficou interessado no fundo Stoxos FIA? Então você chegou ao lugar certo.

O Stoxos FIA é um fundo de ações long only de smallcaps.

Nas próximas linhas, você vai entender quem faz a gestão do fundo, como é a sua estratégia e se ela faz sentido para o seu perfil.

Siga a leitura para tirar suas dúvidas.

Gestão do Stoxos FIA

Lançado em janeiro de 2021, o Stoxos FIA é um fundo de investimento em ações com uma história bem peculiar. 

Gerido por Heloísa Cruz, analista CFA e influencer reconhecida no universo Fintwit, o fundo nasceu de um clube de investimento familiar criado por ela em setembro de 2014. 

A ideia inicial era colocar em prática o conhecimento adquirido ao longo da carreira de analista e testar suas teses, várias compartilhadas nas redes sociais.

O feedback dos seguidores, no entanto, incentivaram a analista-influencer a transformar o projeto pessoal no Stoxos FIA.

Engenheira química de formação, Helô Cruz, como é conhecida, traz no currículo empresas como Fator Corretora, JP Morgan, BRL Capital, Itaú Unibanco e Guepardo Investimentos. 

Na Fator Corretora, exerceu o cargo de analista Sell Side (escrevia relatórios). Nas demais instituições, trabalhou como analista Buy Side (escolhia ações para os fundos de investimento).

Estratégia do Stoxos FIA

O Stoxos FIA é um fundo de investimento adepto da estratégia “contrarian investing”, cujo propósito é encontrar empresas com grandes assimetrias que estejam fora do radar.

Apesar de não ser um fundo de small caps, as empresas de baixa capitalização geralmente se adequam melhor à estratégia do fundo — afinal, nem sempre é fácil encontrar relevantes assimetrias em blue chips.

Em entrevista à Exame Invest, Heloísa afirma que só compra papéis com potencial de pelo menos dobrar de tamanho, de maneira que não seja problema carregá-los por anos. 

“Tive três papéis que multiplicaram por 10 na carteira desde que virei clube”, comenta.

Para selecionar os ativos, a própria Heloísa se encarrega de fazer a análise, tarefa que inclui conversas com os executivos e até visitas in loco. “Essa é uma função que não tercerizo”, diz.

No processo de seleção das empresas, três características principais são levadas em conta:

  1. Market share pequeno
  2. Produto revolucionário
  3. Solução para o cliente melhor do que qualquer concorrente.

As teses de investimento podem surgir, inclusive, da sala de aula a partir da provocação de algum aluno. 

Além de gestora de fundo de investimento, Heloisa também ministra cursos e palestras sobre investimentos em ações, análise fundamentalista, stock picking e valuation.

Em sua página oficial na internet, a gestora informa que o Stoxos FIA é um “skin in the game”: 95% do seu próprio patrimônio está aplicado no fundo. 

Rentabilidade do Stoxos FIA

Desde o lançamento, em janeiro de 2021, o fundo Stoxos FIA apresenta um resultado acumulado de 10,83% (abril de 2022), volatilidade de 31,26% e Índice de Sharpe de 0,09.

A gestora afirma que, devido às assimetrias dos ativos do portfólio, o fundo “chacoalha” mais do que a média do mercado. 

Sobre prazo, há mais um detalhe que chama atenção do investidor: a cotização de resgate do fundo é D+120, período de tempo bem superior à média do mercado.

A seguir, confira a rentabilidade histórica do Stoxos FIA:

  • 2021: 15,67% (29,21 p.p. acima do Ibovespa)
  • 2022 até abril: -4,18% (-17,06% p.p abaixo do Ibovespa).

Outras informações sobre o Stoxos FIA

  • Classe: fundo de ações
  • Data de início: 18/01/2021
  • Perfil do público: investidores em geral
  • Cotização de resgate: D+120
  • Aplicação mínima: R$ 5.000,00
  • Aplicação adicional: R$ 1.000,00
  • Taxa de administração: 2,0%
  • Taxa de performance: 20% do que exceder o Ibovespa.

E então, o que achou do fundo Stoxos FIA? Faz sentido para o seu perfil? Entre em contato com nossa assessoria de investimentos para dar um passo decisivo para multiplicar e proteger seu patrimônio.

Você também pode se interessar:

Vinland Long Biased

DAO Multifactor

Vinci Total Return

Versa Fit Long Biased

Squadra Long Biased


Lembre-se: rentabilidade passada não é garantia de retorno futuro. O desempenho dos fundos é líquido de taxas, mas não de impostos. O conteúdo deste blog tem o objetivo de educação financeira. Não tome decisões baseadas unicamente neste ou em qualquer texto. Faça a lição de casa, estude, questione, investigue e dê valor ao seu dinheiro.

Gustavo Heldt

Gustavo Heldt

Consultor associado da TRAAD Wiser Investor. Especialista em Investimentos e Finanças.

Me segue lá no Instagram 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Envie suas dúvidas :)