fbpx
INVESTIMENTO EM FUNDOS (400 x 200 px)

Qual a diferença entre ações ordinárias e preferenciais e quais ter na carteira?

Entender qual a diferença entre ações ordinárias e preferenciais pode ser o segredo para otimizar seus investimentos.

Se você já se perguntou por que algumas ações terminam com “3” e outras com “4”, ou quais são os benefícios reais de cada tipo, você não está sozinho.

Saber distinguir esses dois tipos de ações é essencial para quem quer tomar decisões informadas e estratégicas no mercado financeiro.

Neste texto, você vai descobrir como essas escolhas podem impactar diretamente seus rendimentos e sua participação nas empresas.

Consultoria de investimentos

Qual a diferença entre ações ordinárias e preferenciais?

Ações ordinárias conferem direito a voto nas assembleias da empresa e participação nos lucros.

Ações preferenciais não têm direito a voto, mas oferecem prioridade no recebimento de dividendos e, em caso de liquidação da empresa, preferência na distribuição de ativos.

Cada tipo de ação atende a diferentes perfis de investidores, dependendo do interesse em influenciar decisões corporativas ou garantir maior segurança nos rendimentos.

Agora que sabe o básico sobre elas, vamos nos aprofundar em cada tipo.

O que são ações ordinárias?

As ações ordinárias, também conhecidas como ações ON, são tipos de ações que representam a propriedade de uma parte da empresa.

Quem compra ações ordinárias se torna sócio da empresa e ganha o direito de participar das decisões importantes através do voto em assembleias.

Isso significa que você pode influenciar a direção da empresa, votando em assuntos como eleição de diretores e aprovação de grandes projetos.

Os acionistas que possuem ações ordinárias têm vários direitos importantes.

O principal é o direito a voto nas assembleias gerais da empresa, permitindo que participem ativamente das decisões corporativas.

Cada ação ordinária geralmente corresponde a um voto, e esses votos são usados para eleger o conselho de administração e decidir sobre questões importantes que podem afetar a empresa.

Os acionistas ordinários também têm direito a uma parte dos lucros da empresa, geralmente na forma de dividendos.

Embora esses dividendos não sejam garantidos e possam variar de acordo com os lucros da companhia, os acionistas ordinários têm o potencial de ganhar mais se ela tiver um bom desempenho.

Outra vantagem é a possibilidade de participar no crescimento do valor da empresa.

Ou seja, se a empresa se sair bem, o valor das ações pode aumentar, resultando em ganhos de capital para os acionistas.

> Leia também: Acionista minoritário: o que é, direitos e vantagens.

O que são ações preferenciais?

As ações preferenciais, também conhecidas como ações PN, são um tipo de ação que oferece aos investidores certos privilégios em relação às ações ordinárias.

Embora os acionistas preferenciais geralmente não tenham direito a voto nas assembleias da empresa, eles têm vantagens financeiras que podem tornar essas ações atraentes para muitos investidores.

Um dos benefícios é a prioridade no recebimento de dividendos.

Isso significa que, quando a empresa distribui seus lucros, os acionistas preferenciais recebem seus dividendos antes dos acionistas ordinários.

Essa característica pode proporcionar uma renda mais estável e previsível para os investidores, o que é especialmente atrativo para aqueles que buscam gerar renda passiva.

Além disso, em caso de liquidação da empresa, os acionistas preferenciais também têm prioridade sobre os ativos da empresa em relação aos ordinários.

Isso oferece uma camada extra de segurança financeira, pois esses investidores têm maior chance de recuperar parte do seu investimento se a empresa enfrentar dificuldades financeiras.

Apesar dessas vantagens financeiras, os acionistas preferenciais geralmente não possuem direito a voto nas decisões corporativas.

Então, eles não podem influenciar diretamente a gestão da empresa ou votar em questões importantes.

> Leia também: Investimento em fundos de ações: perguntas e respostas.

Diferença de numeração de ações ordinárias e preferenciais

No Brasil, a identificação de ações ordinárias e preferenciais é feita através de um código chamado ticker, que inclui um número específico no final.

As ações ordinárias são identificadas pelo número 3 no final do ticker.

Por exemplo, a ação ordinária da Petrobras é representada como PETR3.

Já as ações preferenciais são identificadas pelo número 4 no final do ticker.

Por exemplo, a ação preferencial da Petrobras é indicada como PETR4.

Essa diferenciação numérica facilita a identificação rápida e prática dos tipos de ações disponíveis no mercado, ajudando os investidores a escolherem os papéis que melhor se alinham com seus objetivos financeiros e estratégias de investimento.

Consultoria de investimentos

Ações ordinárias ou preferenciais: qual escolher?

Escolher entre ações ordinárias e preferenciais depende dos seus objetivos de investimento.

Se você quer participar das decisões da empresa e tem uma visão de longo prazo, ações ordinárias podem ser a melhor escolha.

Já se você busca uma renda passiva estável e prefere priorizar dividendos, ações preferenciais podem ser mais adequadas.

Quando escolher ações ordinárias?

O perfil de investidor que pode se beneficiar mais de ações ordinárias é aquele que busca envolvimento direto na gestão e nas decisões estratégicas da empresa.

Se você valoriza ter uma voz ativa em assembleias e deseja influenciar o rumo da empresa, as ações ordinárias são ideais.

Elas são recomendadas para investidores que:

  • Gostam de acompanhar de perto o desempenho da empresa: investidores que se dedicam a entender profundamente as operações, estratégias e gestão da empresa podem usar seu direito de voto para ajudar a direcionar a empresa para o sucesso
  • Têm um horizonte de investimento de longo prazo: ações ordinárias geralmente oferecem maior potencial de valorização no longo prazo, pois refletem o crescimento e a saúde financeira da empresa
  • Buscam participação ativa: se você quer participar das assembleias e ter um papel na escolha dos diretores e na aprovação de grandes projetos, as ações ordinárias oferecem essa oportunidade.

Para esses investidores, o direito a voto e a possibilidade de influenciar as decisões da empresa são mais valiosos do que a prioridade no recebimento de dividendos.

Além disso, as ações ordinárias podem ser mais atrativas em cenários onde a valorização do capital é mais importante do que a geração de renda passiva.

Quando escolher ações preferenciais?

Por outro lado, as ações preferenciais são mais indicadas para investidores que buscam segurança e previsibilidade financeira.

Esse tipo de ação é ideal para aqueles que:

  • Priorizam renda passiva estável: investidores que desejam uma fonte regular de renda podem se beneficiar da prioridade no recebimento de dividendos que as ações preferenciais oferecem. Essa característica garante que eles recebam pagamentos antes dos acionistas ordinários
  • Têm aversão ao risco: a segurança adicional proporcionada pela prioridade na distribuição de ativos em caso de liquidação da empresa pode ser um fator decisivo para investidores mais conservadores
  • Não se importam com a falta de direito a voto: se o seu foco é mais financeiro do que participativo, e você não se importa em não ter voz nas assembleias da empresa, as ações preferenciais podem ser a escolha certa.

Para esses investidores, a troca do direito de voto pela prioridade financeira é um compromisso vantajoso.

Ações preferenciais são particularmente atrativas para aqueles que desejam minimizar riscos e garantir uma renda estável, especialmente em mercados voláteis ou quando seu momento de vida pede estabilidade financeira.

Consultoria de investimentos para aproximar você de seus objetivos. Comece agora!

Invista em ações com consultoria

Entender qual a diferença entre ações ordinárias e preferenciais é o primeiro passo para tomar decisões de investimento mais informadas.

Para escolher a melhor opção para o seu perfil, vale buscar o suporte de um consultor de investimentos.

Esse profissional ajuda a personalizar suas escolhas de acordo com seus objetivos financeiros e valores pessoais.

É exatamente o que você precisa para construir um portfólio eficiente e alinhado com suas expectativas.

Quer conhecer mais sobre o meu trabalho e descobrir como a consultoria de investimentos pode ajudar na construção e preservação do seu patrimônio?

Mande uma mensagem pelo WhatsApp e vamos conversar!

Consultoria de investimentos


Lembre-se: rentabilidade passada não é garantia de retorno futuro. O desempenho dos fundos é líquido de taxas, mas não de impostos. O conteúdo deste blog tem o objetivo de educação financeira. Não tome decisões baseadas unicamente neste ou em qualquer texto. Faça a lição de casa, estude, questione, investigue e dê valor ao seu dinheiro.

Picture of Gustavo Heldt

Gustavo Heldt

Consultor associado da TRAAD Wiser Investor. Especialista em Investimentos e Finanças.

Me segue lá no Instagram 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Envie suas dúvidas :)