Occam Retorno Absoluto FIC FIM: gestão, estratégia e rentabilidade

Gustavo Heldt

O Occam Retorno Absoluto FIC FIM é um fundo multimercado que vem se destacando ano após ano na categoria. 

Ele foi criado em 2013 e segue batendo a meta de entregar retornos consistentes acima de 100% do CDI no longo prazo. 

A gestora responsável, Occam Brasil, já possui mais de R$ 9 bilhões sob gestão e conseguiu manter a rentabilidade positiva de seus fundos mesmo durante a pandemia do coronavírus.

Ficou curioso para saber mais sobre o Occam Retorno Absoluto FIC FIM?

Então, leia até o fim e entenda a gestão, estratégia e rentabilidade desse fundo.

Como é o fundo Occam Retorno Absoluto FIC FIM

O Occam Retorno Absoluto FIC FIM é um fundo de investimento multimercado focado em gerar ganhos acima do CDI em longo prazo.

Sua política de investimento consiste em aplicar no mínimo 95% em cotas do Occam Retorno Absoluto FIM, que por sua vez aplica os recursos em ativos como ações, câmbio, juros e mercado internacional. 

O fundo foi lançado em 2013 e se baseia em cenários macroeconômicos para escolher as classes de ativos.

Ele é aberto para todos os tipos de investidores e já foi destaque em várias listas de fundos multimercados. 

O fundo está fechado para novas aplicações desde maio de 2020, quando foi aberto por dois meses com o objetivo de captar R$ 100 milhões.

No inicio de 2021, tem uma janela de captação programada.

Gestão do fundo Occam Retorno Absoluto FIC FIM

O Occam Retorno Absoluto FIC FIM é gerido pela Occam Brasil, uma gestora independente fundada em 2018 no Rio de Janeiro.

Atualmente, a empresa tem mais de R$ 9 bilhões em ativos sob gestão e mais de 25 colaboradores, com atuação nas estratégias de multimercados e ações. 

A equipe de investimentos é liderada por Carlos Eduardo Rocha, que já passou pela Brasil Plural e BTG Pactual e acumula mais de 24 anos de experiência no mercado financeiro.

“O nome Occam vem do filósofo William de Ockham e traz o ensinamento de se restringir ao simples e essencial para encontrar a melhor solução”, afirma o CIO em uma entrevista ao Estadão de 2020. 

De fato, o princípio da Occam Brasil é partir da avaliação do cenário econômico e da análise fundamentalista para elaborar sua carteira de investimentos, além de realizar um monitoramento rigoroso dos riscos.

Além do CIO, participam da equipe de analistas os executivos Pedro Dreux (Portfolio Manager), Fernando Chibante (Portfolio Manager), Pedro Menezes (Analista) e Flavio Machado (Analista).

A taxa de administração cobrada no Occam Retorno Absoluto FIC FIM é de 2% ao ano, com taxa de performance de 20% sobre os lucros que excederem 100% do CDI. 

Veja outras informações importantes sobre o fundo:

  • Aplicação inicial: R$ 10 mil
  • Novas aplicações: R$ 1.000,00
  • Saldo mínimo: não há
  • Cota de aplicação: D+0
  • Cota de conversão de resgate: D+30 e pagamento no primeiro dia útil subsequente
  • Taxa de saída antecipada: 5% sobre o valor do resgate.

Estratégia do Occam Retorno Absoluto FIC FIM

O Occam Retorno Absoluto FIC FIM tem como estratégia a aplicação em mercados de risco, podendo ter exposição acima do patrimônio líquido no mercado de derivativos.

Os principais mercados-alvo são Juros Brasil e Internacional, Ações Brasil e Internacional e Moedas. 

O fundo também pode investir no mercado de commodities e outros mercados globais, em menor proporção. 

Além disso, a política adotada pelo Fundo Master possibilita o investimento de até 20% dos recursos na aquisição de cotas dos fundos sediados no exterior.

Em relação ao nível de risco, o Occam Retorno Absoluto FIC FIM é considerado agressivo, com uma volatilidade esperada de 8% ao ano e objetivo de retorno de CDI + 8% ao ano.

A tributação do fundo é realizada pela modalidade “come-cotas”, com antecipação semestral do recolhimento do IR, ou no ato do resgate, se ocorrer antes do período. 

De acordo com os critérios da Anbima, o Occam Retorno Absoluto FIC FIM é classificado como Multimercados Livre, ou seja, um fundo que não possui um compromisso de concentração em uma estratégia específica.

De acordo com a estratégia, os principais fatores de risco do fundo são:

  • Bolsa (nacional): risco de variação dos preços dos ativos devido a mudança nos valores das ações.
  • Taxa de Juros: risco de variação dos preços dos ativos devido a mudança de valor na taxa de juros
  • Câmbio: risco de variação dos preços dos ativos devido à mudança de valor em câmbio
  • Bolsa (exterior): risco de variação dos preços dos ativos devido à exposição ao câmbio
  • Crédito: risco de perda substancial devido a incerteza de pagamento de obrigação financeira de um Estado Soberano.

Rentabilidade do Occam Retorno Absoluto FIC FIM

O Occam Retorno Absoluto FIC FIM acumula uma rentabilidade de 189,96% desde a sua criação, conforme dados de janeiro de dezembro de 2020 publicados no site da gestora. 

Esse número representa 196% do CDI — quase o dobro da meta estipulada no regulamento do fundo. 

Para entender o desempenho de um fundo, é importante ir além do valor acumulado e analisar também as variações ao longo dos anos, como podemos ver no histórico abaixo:

Ano Rentabilidade acumulada% CDI
201316,35%208%
201418,58%172%
201521,55%163%
20168,62%62%
201711,73%118%
201814,18%221%
201914,75%247%
20208,75%316%

E agora, deu para analisar melhor o Occam Retorno Absoluto FIC FIM?Então, use o texto para tomar decisões melhores e aproveite para compartilhar com outros investidores.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Gustavo Heldt

Gustavo Heldt

Gustavo Heldt é jornalista, especialista em investimentos, assessor e entusiasta de bons fundos e gestores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Envie suas dúvidas :)