O que são fundos de tijolo e por que investir

Os fundos de tijolo são uma alternativa para ingressar no mercado de investimentos imobiliários de forma simples e sem dispor de um orçamento grande.

Na modalidade, você se torna cotista do fundo e tem acesso a vários imóveis ao mesmo tempo, recebendo lucros provenientes de aluguéis.

A grande vantagem é que você só precisa depositar dinheiro no fundo, já que a alocação dos recursos é feita por um gestor profissional.

Quer entender melhor o que são fundos de tijolo e como eles funcionam na prática?

Siga com a leitura e confira.

O que são fundos de tijolo

Fundos de tijolo são uma categoria de fundos de investimentos em imóveis (FIIs).

A modalidade reúne um grupo de investidores, que se tornam cotistas e, em conjunto, investem em imóveis e estruturas físicas para lucrar com eles.

Esse tipo de fundo aplica em construções, casas, apartamentos, salas comerciais, galpões e grandes empreendimentos, como shoppings.

O objetivo dos fundos de tijolo é gerar renda por meio da compra ou construção de imóveis para gerar aluguéis e por meio da venda com a valorização dos imóveis. 

Dessa forma, os investidores recebem dividendos do fundo de acordo com o número de cotas que adquirem.

Como funcionam os fundos de tijolo

A partir dos tópicos abaixo, descubra como funcionam os fundos de tijolo na prática:

1. Investem em construções físicas

O primeiro ponto que você deve considerar é que os fundos de tijolo investem em imóveis em construção ou prontos, como mencionamos anteriormente.

Justamente por isso, eles recebem a denominação “tijolo”, material usado nas construções.

A vantagem desse tipo de investimento é que os imóveis oferecem potencial de valorização com o tempo, o que reverte em lucros maiores ao investidor.

2. Geram retornos a partir de aluguéis

Os lucros do fundo de tijolo provêm da cobrança de aluguel dos imóveis que compõem o portfólio. 

Trata-se de uma forma de renda passiva que compõe, todos os meses, a rentabilidade do fundo.

Outra forma de retorno é a venda de imóveis, depois que eles se valorizam no mercado.

3. São investimentos em renda variável

Antes de investir em fundos de tijolo, é importante compreender que eles são aplicações em renda variável.

Afinal, as cotas dos fundos imobiliários são negociadas na bolsa de valores.

Portanto, você não vai ter uma previsão exata do rendimento em determinado período.

Na prática, o preço das cotas do fundo oscila de acordo com os movimentos no mercado.

O indicado nesse caso é mirar no longo prazo para evitar oscilações negativas em períodos mais curtos.

Vantagens dos fundos de tijolo

A seguir, conheça também os principais benefícios de investir em fundos de tijolo e avalie se eles são compatíveis com o que você busca nos investimentos:

1. Acesso facilitado ao mercado imobiliário

A principal vantagem dos fundos de tijolo é a possibilidade de investir no mercado imobiliário de forma fácil e com pouco dinheiro.

Em termos práticos, o investidor adquire cotas do fundo conforme o valor que tem disponível no orçamento.

É mais simples do que comprar um imóvel para lucrar com aluguel, já que, nesse caso, você teria que dispor de muito capital, pagar IPTU, negociar com locatários e enfrentar o risco de vacância.

2. Gestão profissional dos recursos

Outro benefício é a gestão profissional dos recursos.

Para cada fundo, há um gestor especializado que aloca o patrimônio e elabora a estratégia, acompanhando os movimentos do mercado para gerar a maior rentabilidade possível.

Devido ao seu funcionamento, os fundos de tijolo são acessíveis inclusive para investidores iniciantes na renda variável.

Mas vale lembrar que a aplicação em fundos inclui cobrança de taxa de administração e, dependendo da corretora, de taxa de corretagem.

3. Diversificação da carteira

Investir em fundos de tijolo também é uma forma de diversificar a carteira e investir em vários imóveis ao mesmo tempo, a partir de uma única aplicação.

Com isso, as chances de você perder dinheiro com a desvalorização de um único imóvel são reduzidas.

Também vale ressaltar que os fundos de tijolo têm volatilidade menor em relação a ações na bolsa.

Por isso, há uma maior segurança na hora de investir na renda variável.

4. Isenção de IR sobre os dividendos

O quarto benefício é a isenção da cobrança de Imposto de Renda sobre os dividendos dos fundos de tijolo.

Para o investidor, trata-se de uma vantagem significativa, pois aumenta a rentabilidade da aplicação, gerando retornos maiores sobretudo no longo prazo.

E aí, compreendeu como funciona os fundos de tijolo e as vantagens de investir na modalidade?

Se você se interessou pelo investimento, agora é hora de escolher o melhor fundo de acordo com o seu perfil e objetivo financeiro.

Para aprender como fazer essa escolha com sucesso, acompanhe outros conteúdos exclusivos do blog. 

Por aqui , já falamos sobre alguns fundos de ações que merecem a sua atenção, como AlaskaForpusEquitas SelectionConstellationGuepardo, entre outros.

Não deixe de compartilhar este artigo se ele foi útil para você.

Deixe uma resposta