O que são fundos de debêntures incentivadas: tire dúvidas

Você sabe o que são fundos de debêntures incentivadas?

Entre as principais vantagens da modalidade, estão a isenção de Imposto de Renda e a gestão profissional do patrimônio do fundo.

Mas antes de investir é preciso compreender bem como funciona o investimento, principalmente porque os títulos que compõem os fundos podem ter alto risco.

Ficou curioso?

Descubra a partir dos tópicos do artigo o que são fundos de debêntures incentivadas, características e riscos da modalidade.

O que são fundos de debêntures incentivadas

Fundos de debêntures incentivadas são fundos que investem o patrimônio em debêntures incentivadas.

Trata-se de uma modalidade coletiva de investimento em que os investidores se tornam cotistas do fundo e recebem lucros de acordo com o seu número de cotas.

Mas para compreender melhor o que são fundos de debêntures incentivadas, é necessário primeiro entender o que são esses papéis.

De forma resumida, debêntures são títulos de dívidas emitidos por empresas privadas que desejam captar recursos para financiar suas operações.

Assim, os investidores presentes no fundo de debêntures emprestam dinheiro para essas empresas e recebem os valores posteriormente com o acréscimo de juros.

Características dos fundos de debêntures incentivadas

Agora que você sabe o que são fundos de debêntures incentivadas, é hora de desvendar as características desse tipo de investimento. Acompanhe nos tópicos abaixo.

Investimento em renda fixa

Os fundos de debêntures incentivadas são considerados investimentos em renda fixa, o que significa que é possível prever a rentabilidade das aplicações em determinado período.

Mas, ao contrário de investimentos em renda fixa conservadores (como o Tesouro Direto, por exemplo), as debêntures oferecem riscos maiores, conforme veremos adiante.

Gestão profissional

Outra característica é a gestão profissional dos recursos.

Nos fundos de debêntures incentivadas, há sempre um gestor especializado que fica responsável por alocar o patrimônio dos investidores, elaborar a estratégia e acompanhar o desempenho.

Por isso, o fundo se torna mais atraente para investidores iniciantes ou para aqueles que não dispõem do tempo para acompanhar de perto as suas aplicações.

Tributação

A tributação é mais uma característica importante para levar em conta. 

Boa notícia: nos fundos de debêntures incentivadas, não há cobrança de Imposto de Renda devido a uma isenção concedida pelo governo.

Na prática, os rendimentos do investidor tendem a ser maiores porque, no resgate, não é preciso pagar alíquota de IR.

Capacidade de reduzir riscos

Cabe ressaltar que os fundos são uma ferramenta para minimizar os riscos da aplicação em debêntures incentivadas.

Ao investir por meio de um fundo, você tem acesso a várias debêntures ao mesmo tempo.

Assim, se um título apresenta desempenho ruim, ainda dá para compensar os rendimentos a partir dos demais.

Essa redução de riscos não acontece para quem investe em debêntures incentivadas separadamente, sem o intermédio de um fundo com gestão profissional.

Quais são as debêntures incentivadas?

Debêntures incentivadas são títulos de dívidas com o objetivo de captar recursos para desenvolver a infraestrutura de empresas.

A isenção de Imposto de Renda é uma concessão do governo justamente para incentivar as aplicações na modalidade.

É importante ter em mente que debêntures incentivadas são consideradas investimentos de alto risco e geralmente possuem prazo de resgate mais longo.

Além disso, apesar de serem investimentos em renda fixa, tendem a gerar lucros mais altos em relação às demais aplicações na categoria.

Riscos dos fundos de debêntures incentivadas

Nas linhas a seguir, descubra quais são os riscos do investimento em fundos de debêntures incentivadas:

Risco de crédito

Conforme mencionamos antes, as debêntures incentivadas são aplicações com riscos, apesar de eles serem minimizados por meio dos fundos.

Aqui estamos falando do risco de crédito.

Como as debêntures incentivadas são títulos emitidos por empresas, não há garantia de que elas irão cumprir os pagamentos aos investidores.

Há, inclusive, o risco de essas companhias irem à falência.

Também cabe ressaltar que as debêntures incentivados não têm cobertura do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Portanto, o risco de crédito deve ser avaliado antes você de ingressar em um fundo na modalidade.

Risco de liquidez

Outro risco dos fundos de debêntures incentivadas é o de liquidez.

Normalmente, esses títulos têm prazo de vencimento longo e liquidez baixa.

Em termos práticos, isso significa uma dificuldade maior em fazer resgates antecipados quando necessário.

Além disso, em momentos de baixa no mercado, um resgate às pressas pode levar à perda de rentabilidade da aplicação.

Agora você já sabe o que são fundos de debêntures incentivadas e pode avaliar com segurança se o investimento é adequado para o seu perfil.

Se você julgar que sim, o próximo passo é avaliar os fundos disponibilizados pelas diferentes instituições do mercado.

E aí, gostou das dicas do artigo? Compartilhe se elas foram úteis para você. E confira também outros fundos de investimento sobre os quais já falamos: fundos cambiaisfundos de ourofundos de açõesfundos multimercado e fundos de renda fixa.

Deixe uma resposta