Moat Capital: Gestão, Fundos e História

Gustavo Heldt

Quer saber como é a gestão da Moat Capital e quais são os fundos que a gestora oferece no mercado?

Ter uma visão geral sobre a empresa antes de investir é essencial para saber se você está fazendo a escolha certa.

Afinal, só assim você vai se sentir seguro para fazer um investimento e colocar o seu patrimônio sob gestão.

A boa notícia é que a Moat Capital tem fundos de investimento rentáveis e que ganharam destaque nos últimos anos.

Quer entender melhor?

Descubra neste artigo a gestão, fundos e história da Moat Capital. 

O que é Moat Capital

A Moat Capital é uma gestora de investimentos em renda variável com objetivo principal de proporcionar ganhos no longo prazo aos investidores.

A alocação dos recursos nas carteiras de investimento é feita por meio de uma análise de mercado que inclui fundamentos, empresas, ambiente político e ciclos econômicos locais e globais. 

Gestão da Moat Capital

A gestão da Moat Capital é feita a partir de uma perspectiva de longo prazo na renda variável e com um processo de investimento com ciclos realizados inteiramente pela gestora.

O processo abrange 3 etapas:

  • Análise e seleção das aplicações
  • Construção da carteira
  • Gestão ativa das aplicações.

Estão à frente da gestora sócios com longa experiência no mercado financeiro em segmentos como trading, hedge fund, value investing e private equity.

A Moat Capital conta com dois gestores na equipe atualmente. 

Cássio Bruno é um deles e tem experiência em instituições financeiras como Canvas Capital, Ashmore Brasil, Pátria Investimentos, Banco Votorantim e Banco Itaú. 

Ao longo de sua carreira, atuou como estrategista de ações, head e equity e responsável por diversos fundos de ações.

Outro gestor é Luiz Paulo Aranha, reconhecido como um dos maiores empresários brasileiros e com passagem por empresas como LLA Gestão, Capitânia S/A e Banco Votorantim.

Em entrevista para o Valor Invest, o gestor Cássio Bruno comenta a estratégia de gestão de risco da Moat Capital.

Segundo ele, uma das formas de reduzir os riscos das aplicações é entender o preço real dos papéis e projetar o quanto é possível ganhar com ele no longo prazo.

“A gente procura entender a assimetria daquele investimento. É como se a gente fizesse a conta de trás pra frente pra ver o que o preço da ação significa no lucro futuro da companhia”, comenta o gestor.

Fundos da Moat Capital

A seguir, confira quais são os fundos de investimentos oferecidos pela Moat Capital:

Moat Capital Equity Hedge Fic Fim

O Moat Capital Equity Hedge Fic Fim é um fundo long & short de ações, que emprega diferentes estratégias para extrair ganhos por meio do valor relativo entre as posições.

É classificado como multimercado, tem uma taxa de administração de 2% ao ano, aplicação inicial mínima de R$ 20 mil, liquidação em D+31 e tributação de ações (15% do rendimento, independentemente do prazo).

É um fundo destinado a investidores com perfil de risco arrojado e que buscam alguma descorrelação com o Ibovespa.

Moat Capital Fic Fia

Com foco no longo prazo, o fundo de ações Moat Capital Fic Fia é um long only criado em agosto de 2014 e destinado a investidores em geral.

O patrimônio do fundo é alocado em papéis de companhias abertas com perspectiva de retorno e potencial de valorização,

O benchmark é o Ibovespa.

A taxa de administração do fundo é de 2% ao ano, a tributação é de um FIA (15%) e a aplicação inicial mínima é de R$ 20 mil.

Moat Capital Long Bias Fic

O Moat Capital Long Bias Fic é um fundo long biased (viés comprado em bolsa) que busca retornos superiores ao custo de oportunidade local no longo prazo por meio da alocação dos recursos em ações.

O fundo tem uma taxa de administração de 2% ao ano e requer aplicação inicial de R$ 20 mil.

A liquidez é em D+32, e o benchmark é o CDI.

História da Moat Capital

A Moat Capital ingressou no mercado brasileiro em 2015.

Fundada por 5 sócios, a gestora reúne anos de experiência no mercado financeiro presentes nos currículos dos profissionais. 

Além de Cássio Bruno e Luiz Paula Aranha, a gestora tem como sócios Adriano Leite, Marcelo Romeiro e Rodrigo Carrera.

Em entrevista para o site Suno Notícias, Leite afirma que o diferencial da gestora está no fato de a gestão considerar todos os aspectos das empresas, sem excluir possibilidades, desde que tenham liquidez razoável e liberdade para entrar e sair.

“Onde começamos a nossa diferença é que somos bem abrangentes na cobertura, sem filtros para análise, não excluímos nada, nem problemas de governança corporativa, se é estatal ou não”, diz o sócio.

E aí, gostou de conhecer a gestão, os fundos e a história da Moat Capital?

Agora você já tem embasamento para decidir se apostar nos fundos da gestora é a melhor opção para você. Se curtiu as dicas deste artigo, compartilhe com seus amigos para que eles também tenham acesso às informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *