fbpx
INVESTIMENTO EM FUNDOS (400 x 200 px)

Investimentos para médicos: dicas para investir melhor em 2024

Falar de investimentos para médicos é uma tarefa complicada.

Não porque eles não entendam do assunto, obviamente.

Mas porque os médicos não têm tempo 😉

Estão sempre na corrida, consulta atrás de consulta, cirurgia atrás de cirurgia, sem condições de atender a um assessor de investimentos ou ficar debruçados sobre o movimento da Selic, o desempenho das ações e as últimas ideias do gestor.

Por isso, se você está interessado em dicas de investimentos para médicos, chegou ao lugar certo.

Consultoria de investimentos

Investimentos para médicos: o que você precisa saber?

No universo do mercado financeiro, há infindáveis opções de investimentos para médicos, tanto em ativos de renda fixa quanto variável, no Brasil ou no exterior.

As oportunidades, na verdade, são para todo tipo de investidor, seja ele médico, dentista, empresário, servidor de carreira ou profissional autônomo. 

Em relação à classificação, os órgãos reguladores distinguem os investidores em três categorias, considerando apenas o volume investido ou o nível de conhecimento.

São elas: 

  1. Investidores em geral
  2. Investidores qualificados (que tenham pelo menos R$ 1 milhão investidos no mercado financeiro ou alguma qualificação técnica reconhecida)
  3. Investidores profissionais (que tenham pelo menos R$ 10 milhões investidos no mercado financeiro).

Por razões diversas, alguns tipos de ativos são restritos apenas a investidores qualificados ou profissionais

Um médico, portanto, que tenha R$ 1 milhão ou mais aplicados no mercado financeiro ou que atenda a algum outro pré-requisito, pode acessar esses produtos exclusivos. 

De toda forma, as opções de investimentos para médicos são diversas, mas antes de pensar no processo de alocação em si, é preciso fazer o dever de casa. 

Vamos, então, começar do princípio.  

Primeiro passo: diagnóstico financeiro

Para encontrar os melhores investimentos para médicos, antes de selecionar os ativos, é preciso fazer um diagnóstico financeiro. 

A ideia é mapear informações relevantes, como:

  • Quanto você ganha
  • Quanto gasta
  • Se há dívidas caras que podem ser trocadas por mais baratas
  • Se o padrão de vida está adequado à realidade financeira, entre outras.

Com ajuda de uma planilha ou aplicativo, você pode organizar sua vida financeira e ter uma visão mais clara do seu fluxo financeiro mensal. 

Defina seus objetivos e metas

Feito o raio-x das finanças, o passo seguinte é definir um plano. 

Quais são os seus objetivos e metas com o investimento? 

Abrir o próprio consultório, tirar um ano sabático, fazer um tour internacional ou alcançar a independência financeira?

Definir aonde se quer chegar é essencial para escolher quais caminhos seguir. 

Pesquise e estude

Para montar uma carteira calibrada e em sintonia com seu perfil e objetivos, você precisa estudar e pesquisar as opções de investimentos para médicos. 

Não há necessidade de se tornar um expert no assunto, mas dominar os principais conceitos e entender a dinâmica do mercado é fundamental, mesmo quando você tenha a seu lado um assessor ou contrate uma consultoria de investimentos.

> Leia também: Investindo em ações a longo prazo: vantagens e dicas.

Dicas de investimentos para médicos

A escolha dos melhores investimentos para médicos deve considerar uma estrutura de portfólio que lembra uma pizza. Cada fatia deve corresponder a um propósito.

Veja algumas dicas de como fazer:

Reserva de emergência

O primeiro passo é fazer a reserva de emergência, caso você ainda não tenha. 

Esse colchão de liquidez tem como objetivo cobrir eventuais lacunas no orçamento mensal em decorrência de imprevistos. 

Não há um valor específico para a reserva de emergência. O consenso de mercado diz que algo em torno de 6 a 10 vezes a renda mensal do investidor é o suficiente. 

Caso você seja um médico concursado, por exemplo, pode constituir uma reserva menor. 

Caso preste serviço como profissional liberal ou seja dono da própria clínica, pode fazer uma reserva maior. 

Os ativos escolhidos devem ter alta liquidez, de modo a permitir acesso imediato, como título do Tesouro Selic, CDBs diários que pagam pelo menos 100% do CDI, Fundo Tesouro Selic, entre outros.

Consultoria de investimentos

Fatia de renda fixa

Com a reserva garantida, é hora de montar o portfólio efetivamente. 

A fatia da renda fixa, que representa a parte conservadora da carteira, pode conter diversos investimentos para médicos, como LCI, LCA, CDB, debêntures, Tesouro Direto, entre outros. 

Os fundos de investimento em renda fixa podem ser opções interessantes, sobretudo se você não tem tempo o suficiente para analisar e escolher ativo por ativo

Caso decida investir por meio de fundos, é importante que você conheça o gestor e se certifique de que a política de investimento do fundo esteja alinhada com seus objetivos e metas.

Não é porque é renda fixa que não há riscos. 

Dependendo da situação, pode existir inclusive mais de um tipo de risco, como o risco da marcação a mercado ou de crédito, como nos fundos de renda fixa de crédito privado.

Fatia de renda variável

A parte destinada à renda variável também pode ser composta por diferentes classes de ativos, como ações, fundos imobiliários, ETFs, fundos multimercados, fundos de ações, BDRs, entre outras.

O que vai guiar a escolha dos melhores ativos é o plano de investimentos, com base no seu perfil e objetivos. 

É recomendável que você pense o investimento em renda variável dentro de uma estratégia de longo prazo, com menos atenção aos efeitos da volatilidade de curto prazo. 

Se for comprar ações, compre com a intenção de se tornar sócio de boas e promissoras empresas. 

Se for investir em fundos imobiliários, invista com foco na qualidade dos ativos reais e na renda que esse investimento proporciona mensalmente.

Essa análise de fundamentos dará a você mais tranquilidade e segurança para escolher os melhores investimentos e dormir tranquilo.

No vídeo abaixo, você confere um super conteúdo com dicas para montar uma carteira de investimentos alinhada aos seus objetivos e perfil.

Crie um portfólio eficiente

Ao conjugar os ativos dentro de um portfólio de investimentos para médicos, cuidado para não diversificar do jeito errado. 

Uma carteira diversificada é diferente de “amontoado” de ativos.

Nesse aspecto, busque equilibrar em seu portfólio ativos que tenham correlação negativa ou sejam descorrelacionados entre si. 

Um portfólio de ações, por exemplo, deve ter também ativos dolarizados, considerando que o dólar e a bolsa, via de regra, andam em direções opostas.

Se você tem os dois na carteira, a queda de um é compensada com a valorização de outro, mantendo o equilíbrio.

Além do mais, caso adote o rebalanceamento dinâmico, terá condições de comprar sempre na baixa e vender sempre na alta.

Consultoria de investimentos para aproximar você de seus objetivos. Comece agora!

Consultoria de investimentos para médicos

Montar uma carteira eficiente de investimentos para médicos, como vimos, é um processo de várias etapas que leva em conta não apenas os ativos escolhidos, mas o perfil e o objetivo do investidor

A boa notícia é que você não precisa cumprir essa jornada sozinho. 

Para ajudá-lo a tomar as melhores decisões, conte comigo.

Meu trabalho é ajudar você a explorar as melhores oportunidades do mercado e enfrentar, com segurança e serenidade, as turbulências que certamente virão.

Selecionar os melhores investimentos para médicos significa construir uma carteira resiliente, baseada nas premissas do portfólio eficiente, ajustada ao seu perfil e objetivos.

Quer conhecer mais sobre o meu trabalho e descobrir como a consultoria de investimentos pode ajudar na construção e preservação do seu patrimônio?

Mande uma mensagem pelo WhatsApp e vamos conversar!

Consultoria de investimentos


Lembre-se: rentabilidade passada não é garantia de retorno futuro. O desempenho dos fundos é líquido de taxas, mas não de impostos. O conteúdo deste blog tem o objetivo de educação financeira. Não tome decisões baseadas unicamente neste ou em qualquer texto. Faça a lição de casa, estude, questione, investigue e dê valor ao seu dinheiro.

Gustavo Heldt

Gustavo Heldt

Consultor associado da TRAAD Wiser Investor. Especialista em Investimentos e Finanças.

Me segue lá no Instagram 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Envie suas dúvidas :)