O que é fundo de investimento em participações (FIP) e como investir

Gustavo Heldt

Você sabe o que é fundo de investimento em participações (FIP) ou ainda não conhece essa alternativa da renda variável?

Basicamente, são fundos de condomínio fechado que permitem investir em ações de empresas de capital aberto e fechado, com foco em negócios em desenvolvimento.

Eles estão disponíveis apenas para investidores qualificados e são negociados na bolsa de valores.

Quer saber exatamente o que é fundo de investimento em participações (FIP)?

Então, siga a leitura e veja se essa é uma boa opção para diversificar seu portfólio. 

O que é fundo de investimento em participações (FIP)

É simples entender o que é fundo de investimento em participações (FIP): um fundo que investe em participações ativas em empresas de capital aberto ou fechado e sociedades limitadas. 

No caso, o capital é alocado em ações, debêntures, bônus de subscrição ou outros títulos e valores mobiliários conversíveis ou permutáveis em ações.

Uma das principais diferenças entre o FIP e outros fundos de investimento é a aplicação em empresas fechadas — aquelas que não negociam ações na bolsa de valores, mas somente entre seus sócios e acionistas. 

Por essa razão, os fundos de investimento em participações também são chamados de fundos de Private Equity (capital privado). 

Além disso, os FIPs permitem uma participação mais ativa na gestão da empresa e oferecem ao investidor uma oportunidade de investir em negócios em fase de desenvolvimento. 

Outra característica importante é que esse tipo de fundo é de condomínio fechado, ou seja, as cotas só podem ser resgatadas no término de sua duração ou quando é deliberada a liquidação em assembleia de cotistas. 

Para que o fundo seja enquadrado como FIP, ele deve manter no mínimo 90% do patrimônio investido em ações e títulos de empresas abertas ou fechadas e sociedades limitadas. 

A única exceção são as debêntures simples, que podem representar até 33% do capital subscrito do fundo. 

Tipos de fundos de investimentos em participações

Ficou claro o que é um fundo de investimento em participações (FIP)? 

Então, vamos conhecer os diferentes tipos de FIPs de acordo com a classificação da B3:

FIP – Capital Semente

Os fundos de investimento em participações do tipo Capital Semente são voltados à aquisição de participações em companhias ou sociedades limitadas que tenham receita bruta anual de até R$ 16 milhões

Para que o fundo seja enquadrado nessa categoria, as empresas não podem ter apresentado receita superior a esse limite nos últimos três exercícios sociais.

FIP – Empresas Emergentes

A categoria FIP – Empresas Emergentes reúne fundos voltados à aquisição de participações em companhias ou sociedades limitadas que tenham receita bruta anual de até R$ 300 milhões.

Como o próprio nome diz, são empresas emergentes em plena fase de desenvolvimento. 

FIP – Infraestrutura (FIP-IE) e FIP – Produção Econômica intensiva em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (FIP-PD&I)

Os fundos do tipo FIP-IE e FIP-PD&I investem em títulos de emissão de sociedades anônimas (abertas ou fechadas), que desenvolvam, respectivamente, novos projetos de infraestrutura ou de produção econômica intensiva em pesquisa, desenvolvimento e inovação.

As áreas abrangidas são energia, transporte, água e saneamento básico, irrigação e outros setores prioritários para o governo federal. 

Cada FIP-IE e FIP-PD&I deve ter, no mínimo, cinco cotistas, sendo que cada cotista não pode deter mais de 40% das cotas emitidas pelo FIP-IE ou pelo FIP-PD&I ou auferir rendimento superior a 40% do rendimento do fundo.

FIP – Multiestratégia 

Os FIP Multiestratégia são aqueles que ficam de fora das demais categorias por admitir o investimento em diferentes tipos e portes de sociedades investidas. 

Estes fundos têm a possibilidade de investir até 100% de seu capital subscrito em ativos no exterior, porém, neste caso, são destinados exclusivamente a investidores profissionais.

Vantagens e desvantagens do fundo de investimento em participações

Agora que você sabe o que é fundo de investimento em participações (FIP), precisa entender os prós e contras desse produto financeiro.

Confira um resumo. 

Vantagens do FIP

As vantagens do FIP são semelhantes às dos fundos de ações, com alguns diferenciais:

  • O investidor consegue participar do crescimento dos negócios em carteira, independentemente de serem de capital aberto ou fechado
  • Os FIPs se destacam pelo alto potencial de retorno das empresas selecionadas
  • A diversidade de investimentos reduz o risco global da carteira.

No caso dos FIPs que investem em projetos de infraestrutura, há uma grande vantagem tributária: as pessoas físicas são isentas do Imposto de Renda, tanto para ganhos de capital quanto para dividendos. 

Desvantagens do FIP

Já as desvantagens dos FIPs estão associadas aos riscos e restrições do produto:

  • Somente investidores qualificados (que declaram possuir mais de R$ 1 milhão investido) podem aplicar em FIPs
  • A distribuição de dividendos é menos frequente do que em outros tipos de fundos, como os fundos imobiliários (FIIs), pois ainda não há uma padronização na categoria
  • As cotas dos fundos de investimento em participações têm baixa liquidez, pois se trata de um investimento de longo prazo em fundo de condomínio fechado.

Com o tempo, a tendência é que a liquidez aumente, conforme os FIPs forem crescendo e se consolidando no mercado brasileiro. 

Fundos de investimento em participações listados na B3

Os investidores qualificados já podem investir em fundos de investimento em participações (FIP) listados na bolsa de valores.

São eles:

  • BRZ Infra Portos FIP-IE (BRZP)
  • Conquest FIP – Empresas EMergentes (FCCQ)
  • BKO BREI FIP – Multiestratégia (BKOI)
  • BB Votorantim Energia Sustentável FIP-IE I (ESUU)
  • BB Votorantim Energia Sustentável FIP-IE II (ESUD)
  • BB Votorantim Energia Sustentável FIP-IE III (ESUT)
  • XP Omega FIP-IE I (XPOM)
  • Nova Raposo FIP – Multiestratégia (NVRP)
  • Investidores Institucionais FIP – Multiestratégia (OPEQ)
  • Opportunity Holding FIP – Multiestratégia – Investimento no Exterior (OPHF)
  • Perfin Apollo Energia FIP-IE (PFIN)
  • Porto Sudeste Royalties FIP-IE (FPOR)
  • Quasar Infra I FIP-IE (QINF)
  • Vinci Energia FIP-IE (VIGT)
  • XP Infra II FIP-IE (XPIE).

E então, deu para entender o que é fundo de investimento em participações (FIP)?Aproveite para navegar pelo blog e conhecer também fundos de ações, fundos cambiais, fundos imobiliários e fundos de índice (ETFs) para diversificar sua carteira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *