Forpus Ações FIC FIA: como é a gestão do fundo

Gustavo Heldt

O Forpus Ações FIC FIA ficou conhecido no mercado como um dos fundos de ações mais resilientes nos momentos de crise e pânico na bolsa de valores.

Enquanto outros fundos derreteram após eventos críticos como impeachment presidencial e crise do coronavírus, o produto da Forpus Capital conseguiu segurar a queda e, muitas vezes, ter resultados positivos. 

A possível explicação está na estratégia top down setorial e em sua estratégia de proteção com opções, que diferencia o fundo de investimento de seus pares.

E tem notícia boa para quem curte a estratégia do fundo: o Forpus Ações tem janela de reabertura pontual marcada para o período de 25 a 29 de outubro de 2021 (limitada a R$ 300 milhões).

O valor mínimo para novos investimentos será de R$ 1 mil e, para novas movimentações, de R$ 100,00.

Se você ficou interessado, é só seguir a leitura e entender tudo sobre a gestão do Forpus Ações. 

Forpus Ações FIC FIA: como funciona

O Forpus Ações FIC FIA é um fundo de ações criado em 2015 pela gestora independente Forpus Capital.

Um dos diferenciais do Forpus Ações FIC FIA é sua estratégia top-down (de cima para baixo), que parte do cenário macroeconômico para selecionar primeiramente os setores mais promissoras para o ciclo econômico e para os próximos anos.

Depois, a gestão busca os melhores nomes dentro dos setores escolhidos. São essas as ações que vão surfar o movimento de alta.

Ao mesmo tempo, a gestão define nomes dentro do setor menos beneficiado pelo ciclo econômico para fazer “short” (venda).

Por fim, são buscadas formas de hedge com proteções (puts) para se prevenir dos movimentos mais bruscos do mercado.

De forma geral, o portfólio fica 130% comprado, 30% vendido e usa em torno de 1,5% do patrimônio para se proteger com opções de venda (Puts).

Com essa abordagem, o fundo alcançou uma posição de destaque no mercado financeiro, principalmente pela sua resiliência em momentos de queda da bolsa.

Entre seus feitos, estão a queda de apenas 0,8% no Joesley Day (dia em que o Ibovespa caiu 10%) e rentabilidade de 2,26% no dia que ficou conhecido como Corona Day (queda de 7% da Ibovespa por conta da pandemia do coronavírus). 

Gestão do Forpus Ações

A gestão do Forpus Ações é de responsabilidade de Francisco Giffoni Meirelles de Andrade, formado em Administração pela FGV e com passagem por empresas como Banco Garantia, Itaú e Banco Cidade.

O fundo conta com o comitê macro formado por Luiz Alberto Nunes Junior (o rosto mais conhecido da Forpus, o responsável por explicar a estratégia em incontáveis lives e entrevistas), Michel Shirozono e Rafael Belluci Cintra.

Esse comitê tem a função de analisar os fatores políticos e macroeconômicos continuamente para identificar ameaças e oportunidades na bolsa de valores.

Dessa forma, o fundo busca aliar a rentabilidade no longo prazo à resiliência em momento de estresse e incerteza no mercado financeiro. 

Além disso, o Forpus Ações tem um excelente controle de risco, que envolve monitoramento de VaR (Value at Risk), filtros de liquidez, limites de exposição e estratégias com opções. 

Estratégia do Forpus Ações

A estratégia do Forpus Ações é denominada top-down setorial, porque se baseia na análise diária de cenários político e macroeconômico do Brasil e do mundo para identificar os melhores setores da bolsa e compor sua carteira.

A análise começa de cima, levando em conta fatores como taxas de juros, potencial preço do câmbio, commodities e outros fatores macroeconômicos. 

O próximo filtro é verificar quais setores da bolsa podem se beneficiar do ciclo econômico vigente e quais podem sofrer impactos negativos, para então chegar às empresas com maior potencial de valorização e resistência às crises.

Na prática, o Forpus Ações opera com exposições médias comprada de 130%, vendida de 30% e líquida de 100%.

Além disso, o hedge da carteira é realizado com um book de opções que representa entre 1,5% e 2% do patrimônio do fundo. 

O objetivo é superar o Ibovespa no longo prazo e concentrar os investimentos em ativos de alta liquidez.

Rentabilidade do Forpus Ações

A rentabilidade do Forpus Ações acumula 444,91% desde sua abertura até junho de 2020, contra 96,83% da Ibovespa, segundo dados do site da Forpus Capital. 

Confira a performance nos últimos anos:

  • 2015: 5,20%
  • 2016: 59,39%
  • 2017: 27,61%
  • 2018: 47,54%
  • 2019: 57,41%
  • 2020: 15,74%.

Na sua encarnação anterior, como Nest, o fundo rendeu 307,79% contra -10,60% do Ibovespa entre julho de 2007 e dezembro de 2013.

No ano de 2021, até o fim de setembro, o fundo caía -7,78% contra -6,75% do Ibovespa.

Essa é uma excelente oportunidade para investigar melhor o fundo, analisar como ele funciona, compará-lo a outros fundos de ações e tomar sua decisão de investimento.

Lembre-se: a janela de investimentos vai de 25 de outubro a 29 de outubro.

Gostou de conhecer melhor o Forpus Ações e suas estratégias?

Então, use esse aprendizado para tomar decisões nos seus investimentos e compartilhe o texto.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Gustavo Heldt

Gustavo Heldt

Gustavo Heldt é jornalista, especialista em investimentos, assessor e entusiasta de bons fundos e gestores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Envie suas dúvidas :)