fbpx
INVESTIMENTO EM FUNDOS (400 x 200 px)

ESH Theta: gestão, estratégia e rentabilidade do fundo

O ESH Theta é um animal diferente entre os fundos de investimento multimercado.

Ele foge ao padrão mesmo, com correlação baixíssima com Ibovespa, com outros multimercado e com outros fundos de ações.

Mas será que ele merece lugar no seu portfólio?

Vamos descobrir a seguir.

Gestão do ESH Theta

Criado em 2016, o fundo multimercado ESH Theta tem como gestor Vladimir Timerman, sócio-fundador da Esh Capital. 

Engenheiro de formação, Timerman tem mais de 20 anos de carreira no mercado financeiro, com experiência relevante em operações quantitativas e derivativos.

Antes de fundar a Esh Capital em 2015, trabalhou na Absolute Investimentos, Nest Investimentos, Hedging-Griffo e Itaú BBA.

A equipe de gestão conta ainda com profissionais dedicados ao trading, risco, compliance, research e gestão. 

Estratégia do ESH Theta 

Embora seja um multimercado, o fundo ESH Theta investe preponderantemente no mercado de ações a partir de uma estratégia focada no “ativismo corporativo” e no “special situations”.

O gestor Vladimir Timerman fundo que o fundo busca ganhar dinheiro de duas maneiras, principalemnte:

  1. Em eventos societários, como M&A (fusões e aquisições) e OPA (Oferta Pública de Aquisição)
  2. Em ativos muito descontados, resultantes de distorções do mercado. 

Para montar posições, a equipe busca empresas fora do radar, mas com potencial de valorização exponencial devido a alguma situação não recorrente, como troca de administração, renegociação de dívidas e fechamento de capital.

O fundo analisa criteriosamente as decisões da empresa, sempre com o propósito de defender os interesses dos acionistas minoritários nas assembleias. 

Se for preciso, a gestora recorre à CVM e até à Justiça, caso não concorde com alguma decisão. 

Não por acaso, a Esh Capital conta com uma equipe de advogados especialistas no escrutínio de documentos corporativos para traçar as melhores estratégias. 

A ideia principal é encontrar oportunidades em um nicho pouco explorado, montar posições concentradas, destravar valor e realizar os ganhos. 

De acordo com o gestor, a estratégia ativista era utilizada em fundos exclusivos, e depois foi replicada com sucesso em um produto aberto ao público.

Rentabilidade do ESH Theta

Até fevereiro de 2022, o fundo ESH Theta apresentava uma rentabilidade acumulada de 253,24% (o fundo nasceu em 2016). 

Ao observar o histórico de rentabilidade, é possível perceber um salto extraordinário no dia 20 de março de 2021, quando o fundo obteve uma valorização bruta de 81,34%.

O resultado, que ganhou os holofotes do mercado, foi impulsionado por um case de “ativismo corporativo” no caso do fechamento de mercado da Smiles. 

A Gol, companhia aérea controladora da Smiles, queria pagar R$ 22,32 por ação para incorporar a empresa de fidelidade, mas acabou desembolsando R$ 27,00 após questionamentos capitaneados pela asset. 

O fundo estava comprado em Smiles e vendido em Gol.

A seguir, confira o histórico de rentabilidade do ESH Theta desde 2016:

  • 2016 a partir de agosto: 5,06% (107% do CDI)
  • 2017: 13,4% (135% do CDI)
  • 2018: 9,77% (152% do CDI)
  • 2019: 7,42% (125% do CDI)
  • 2020: 17,2% (617% do CDI)
  • 2021: 104,2% (2.356% do CDI)
  • 2022 até fevereiro: 5,22% (359% do CDI).

Como investir no ESH Theta

Confira algumas informações básicas sobre o ESH Theta antes de investir:

  • Aplicação inicial: R$ 5.000
  • Movimentação mínima: R$ 1.000
  • Saldo mínimo: R$ 5.000
  • Cotização aplicação: D0
  • Cotização resgate: D+16 (corridos)
  • Pagamento resgate: D+2 úteis após cotização
  • Tributação renda variável: 15% no resgate
  • Taxa de administração: 2% a.a
  • Taxa de performance: 20% do que exceder 100% do CDI
  • Categoria Anbima: multimercado.

Gostou das informações sobre o ESH Theta? Pensa em investir no fundo? Deixe um comentário.


Lembre-se: rentabilidade passada não é garantia de retorno futuro. O desempenho dos fundos é líquido de taxas, mas não de impostos. O conteúdo deste blog tem o objetivo de educação financeira. Não tome decisões baseadas unicamente neste ou em qualquer texto. Faça a lição de casa, estude, questione, investigue e dê valor ao seu dinheiro.

Gustavo Heldt

Gustavo Heldt

Consultor associado da TRAAD Wiser Investor. Especialista em Investimentos e Finanças.

Me segue lá no Instagram 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Envie suas dúvidas :)