Dividendos de fundos imobiliários: tributação e detalhes

Gustavo Heldt

Afinal, como funcionam os dividendos em fundos imobiliários?

Entender as regras do pagamento de lucros é essencial para escolher o fundo imobiliário adequado e saber se esse é o investimento certo para você.

De modo geral, os FIIs são obrigados a pagar divqidendos mensalmente aos cotistas.

Mas o valor não é fixo e depende do desempenho dos ativos do fundo.

Quer entender melhor a dinâmica?

Acompanhe nosso guia sobre dividendos em fundos imobiliários.

Todo fundo imobiliário paga dividendos?

A legislação estipula que o fundo imobiliário precisa distribuir 95% do seu resultado financeiro a cada semestre.

Na prática, portanto, os fundos imobiliários pagam mais ou menos dividendos conforme os seus resultados.

Normalmente, o pagamento de dividendos dos fundos imobiliários ocorre mensalmente. Esses valores são isentos de Imposto de Renda para pessoas físicas.

Quando o fundo imobiliário paga dividendos?

Geralmente, os dividendos dos fundos imobiliários são pagos mensalmente aos investidores.

Mas cada fundo pode definir a data exata do pagamento.

Por exemplo: com base nas cotas do investidor no último dia útil do mês, o fundo pode pagar os dividendos todo dia 15.

Portanto, é importante verificar as datas do definidas pelo fundo antes de iniciar o investimento.

A obrigatoriedade de pagamento dos dividendos vale para todos os tipos de fundos imobiliários:

  • FIIS de tijolo: aplicam em imóveis para gerar lucros com aluguéis
  • FIIS de papel: aplicam em títulos do mercado imobiliário, como as LCIs (Letras de Crédito Imobiliário)
  • FIIS híbridos: aplicam tanto em imóveis quanto em títulos.

Como saber quanto um fundo imobiliário paga de dividendos?

Não é possível prever exatamente quanto um fundo imobiliário paga de dividendos mensalmente.

Isso acontece porque os FIIs são uma modalidade de investimento em renda variável.

Ao contrário da renda fixa, a renda variável não permite prever com exatidão os lucros futuros.

Os rendimentos da aplicação, nesse caso, variam conforme as oscilações do mercado.

Portanto, o preço das cotas do fundo também muda diariamente.

A saída então é verificar o histórico de pagamento de dividendos dos fundos imobiliários em que você considera ingressar.

Confira os valores remunerados nos últimos meses e anos para analisar a capacidade do fundo em entregar dividendos e ter uma ideia de como pode ser a performance no futuro.

Aqui a ideia é comparar os pagamentos de diversos fundos para escolher aquele com melhor desempenho para o investidor.

Como é a tributação de dividendos dos fundos imobiliários?

Quanto à tributação, o Imposto de Renda não é cobrado sobre os dividendos de fundos imobiliários.

A isenção é uma das principais vantagens para o investidor de FIIs.

Sem a necessidade de pagar alíquota no resgate, a rentabilidade da aplicação se torna maior ?— e mais lucros o investidor recebe na conta.

Como é a tributação na venda de cotas de fundos imobiliários?

Apesar da isenção sobre os dividendos, há cobrança de Imposto de Renda na venda de cotas dos fundos imobiliários.

Sempre que o cotista vende cotas e obtém lucro, deve pagar uma alíquota de 20% sobre os ganhos. 

Ou seja: o imposto incide apenas quando o investidor vende as cotas por um valor mais alto do que o montante pago na aquisição.

Mas ao contrário do que ocorre no investimento em ações, por exemplo, nos FIIs não há distinção entre operações: qualquer operação que dá lucro é tributada

Já o pagamento do tributo deve ser feito de forma mensal, com pagamento do DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) até o último dia útil do mês subsequente.

Por outro lado, se o investidor não obtiver lucros, não é necessário pagar o Imposto de Renda.

E então, compreendeu como funcionam os dividendos nos fundos imobiliários?

Com essas informações em mente, avalie se o investimento é adequado para você e não se esqueça de pesquisar os dados históricos divulgados pelo fundo referentes ao pagamento de dividendos.

Se você gostou das dicas deste artigo, compartilhe nas suas redes e aproveite para ler outros conteúdos exclusivos do blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *