CTM Estratégia FIA: Gestão, Rentabilidade e Características

Gustavo Heldt

O fundo CTM Estratégia FIA é uma opção de investimento para quem busca gestão profissional de seu portfólio, com foco no longo prazo.

Fundado em 2013, é classificado pela Anbima como “Ações Livre” e tem investimento inicial e aportes bem atraentes, acessíveis a qualquer investidor.

Quer saber se esse investimento é para você? 

Então continue a leitura e descubra mais informações sobre a gestão, histórico de rentabilidade e principais características do fundo CTM Estratégia FIA. 

Como é o fundo CTM Estratégia FIA

Criado em julho de 2013, o CTM Estratégia FIA foi o primeiro fundo lançado pela gestora independente CTM Investimentos.

Trata-se de uma alternativa para o investidor que quer aproveitar as oportunidades da renda variável com foco no longo prazo

A política de investimento do CTM Estratégia FIA consiste em alocar no mínimo 67% do patrimônio em ações ou outros ativos relacionados. 

É o caso dos bônus ou recibos de subscrição, certificado de depósito de ações, cotas de fundos de ações ou fundos de índices.

O foco da gestão são empresas com alto potencial de crescimento que, por alguma razão, são negligenciadas pelo mercado.

O regulamento do fundo permite ainda investimento no exterior, aplicações em crédito privado, derivativos e alavancagem até o limite de 100%.

Gestão do fundo CTM Estratégia FIA

O fundo CTM Estratégia FIA tem como gestor o sócio-fundador da CTM Investimentos, Daniel Alberini. 

Em entrevista à Órama Investimentos, Alberini diz que preza muito pelo alinhamento de interesses com os cotistas. Tanto ele quanto os outros integrantes da equipe têm boa parte de seus recursos investidos no próprio fundo. 

A partir da crise desencadeada no país em 2014, que causou forte impacto na performance do fundo, Alberini afirma que reformulou as estratégias de proteção da carteira (hedge). 

“Comparo muito com o seguro de um carro, em que a pessoa paga e só vai dar valor quando o sinistro acontece. O hedge de portfólio é algo assim”, explica o gestor. 

“Mais do que amortecer nesses períodos de queda, para nós ficou muito marcada a criação de recursos justamente no momento em que o mercado estava caindo”, afirma Alberini, ao citar as quedas bruscas no início de 2020 devido à pandemia.  

O fundo tem taxa de administração que pode variar entre 2% e 2,5% do patrimônio líquido. E taxa de performance de 20% sobre o que exceder o Ibovespa, índice usado como benchmark.

A seguir, confira outras informações sobre o fundo que podem ser úteis à sua análise:

  • Investimento mínimo: R$ 1 mil 
  • Saldo mínimo: R$ 1 mil 
  • Movimentação mínima: R$ 300,00
  • Cotização: D+37 úteis
  • Pagamento: D+3 dias úteis após a cotização.

Sobre a CTM Investimentos, trata-se de uma gestora independente, focada na busca por retornos a longo prazo. 

Foi fundada em 2012 por profissionais experientes do mercado de capitais e de fusões e aquisições.  

Estratégia do fundo CTM Estratégia FIA

O fundo CTM Estratégia FIA adota uma estratégia de longo prazo focada na filosofia de valor

Para isso, a equipe conta com profissionais experientes em segmentos diversos, como: asset management, private banking e agronegócio.

Por ser um fundo do tipo “Ações Livre”, o gestor não tem o compromisso obrigatório de se concentrar em uma estratégia específica. 

Desde que conste no regulamento, ele tem a liberdade de investir a parcela em caixa em diferentes tipos de ativos, em busca de proteger e/ou potencializar os ganhos para o cotista. 

Em relação aos riscos envolvidos, o fundo tem classificação 5, numa escala de 1 a 5. 

Dentre os mais evidentes, destacam-se o risco de mercado, de concentração e proveniente do uso de derivativos. 

Os recursos do fundo estavam alocados da seguinte forma no fim de setembro de 2020:

  • Caixa: 23%
  • Agrobusiness: 21%
  • Energia: 18%
  • Consumo: 9%
  • Saúde: 9%
  • Químicos: 9%
  • Financeiro: 7%
  • Hedge: 3%

Rentabilidade do fundo CTM Estratégia FIA

A rentabilidade histórica de um fundo de investimento é um importante indicativo a ser considerado pelo investidor. 

Afinal, a performance demonstra a eficiência e a capacidade do gestor em entregar resultados. 

O fundo CTM Estratégia FIA tem o seguinte histórico de rentabilidade:

  • 2013 (a partir de agosto): 3,09%
  • 2014: -22,05%
  • 2015: 4,55%
  • 2016: 46,67%
  • 2017: 29,42%
  • 2018: 7,22%
  • 2019: 47,37%.

Até setembro de 2020, o fundo apresentava uma rentabilidade de 9,89%, mesmo diante das quedas no mercado ocasionadas pela pandemia. 

O gestor Daniel Alberini, na entrevista concedida à Òrama Investimentos, afirma que o resultado positivo de 2020 se deve principalmente às estratégias de hedge adotadas a partir de 2014. 

E aí, o que achou do fundo de investimentos CTM Estratégia FIA? Use as dicas deste post para analisar se o investimento é uma boa escolha para você. 
Aproveite também para ler outros conteúdos exclusivos em nosso blog sobre diversos tipos de fundos de investimento.

Mais fundos de ações:

Fundos Alaska

Fundo Equitas Selection

Fundo Moat Capital

Fundo Kadima Equities

Fundo Tarpon GT

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Gustavo Heldt

Gustavo Heldt

Gustavo Heldt é jornalista, especialista em investimentos, assessor e entusiasta de bons fundos e gestores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Envie suas dúvidas :)