fbpx
INVESTIMENTO EM FUNDOS (400 x 200 px)

Conta no exterior: conheça as vantagens e veja como abrir a sua

Pensando em abrir uma conta no exterior, mas não sabe por onde começar?

Você chegou ao lugar certo.

Nas próximas linhas, vou contar as vantagens de abrir conta no exterior, como funciona a sua manutenção e o que você precisa para criar a sua.

Você vai descobrir que não é tão difícil assim.

Ficou interessado? Siga a leitura.

Consultoria de investimentos

Conta no exterior: por onde começar

A abertura de uma conta no exterior serve basicamente a dois propósitos: investimento internacional e transações/reserva em moeda estrangeira.

Se você viaja com frequência ou está planejando uma temporada de férias em outro país, uma conta corrente global pode ser uma ótima opção. 

Mas se está interessado em aumentar o nível de sofisticação do seu portfólio por meio da diversificação internacional, um dos caminhos é abrir uma conta no exterior dedicada aos investimentos.

Com uma conta lá fora, você amplia as possibilidades da sua carteira de investimentos, fica menos refém da política econômica doméstica, protege seu patrimônio em moeda mais forte e pode obter vantagens tributárias com um bom planejamento.

A seguir, vamos conferir os principais benefícios de uma conta lá fora.

> Leia também: Moro no exterior e quero investir no Brasil: e agora?

Vantagens de abrir uma conta no exterior

Para o investidor, a conta no exterior oferece diversas vantagens, dentre as quais podemos destacar:

  • Acesso a uma infinidade de ativos de investimento, como ações, ETFs, REITs, fundos de investimento, treasuries, entre outros
  • Diversificação geográfica, reduzindo o “risco Brasil” do portfólio
  • Investimento em dólar, moeda forte usada como referência para todas as transações econômicas e financeiras globais.

Você pode, inclusive, formar uma carteira geradora de renda em dólar por meio de uma conta no exterior ao escolher ativos pagadores de dividendos

Nas bolsas de valores dos Estados Unidos é possível encontrar, por exemplo, empresas e até ETFs que pagam dividendos regularmente.

A seguir, vamos detalhar melhor as vantagens de abrir uma conta no exterior:

Diversificação de riscos

A diversificação de riscos é uma das principais vantagens de abrir uma conta no exterior. Ela permite que os investidores protejam seus ativos contra possíveis instabilidades políticas, econômicas e financeiras em seu país de origem.

Por exemplo, em momentos de crise econômica, a inflação pode aumentar, o poder de compra diminuir e os ativos financeiros perderem valor.

Ao manter parte do patrimônio em um país estrangeiro, os investidores podem reduzir o impacto desses riscos em suas finanças pessoais.

Além disso, ao abrir uma conta em um país com uma economia e um sistema financeiro estáveis, os investidores também podem se beneficiar das políticas monetárias e fiscais dessas nações.

Isso pode incluir taxas de juros mais baixas e um ambiente regulatório mais favorável aos investimentos.

A diversificação de riscos também pode ser útil em situações de incerteza política ou social, como em períodos de eleições, conflitos internos ou mudanças legislativas.

Nessas situações, manter uma conta no exterior pode servir como uma espécie de seguro financeiro, ajudando a preservar o valor do patrimônio e garantindo acesso a recursos em momentos críticos.

O FMI (Fundo Monetário Internacional) publica regularmente relatórios sobre a estabilidade financeira global e a saúde econômica dos países, auxiliando na escolha de um país para abrir uma conta bancária no exterior.

É importante pesquisar e analisar as condições econômicas e políticas antes de decidir abrir uma conta em um país específico.

Oportunidades de investimento

Abrir uma conta bancária no exterior proporciona acesso a um leque mais amplo de oportunidades de investimento, incluindo produtos financeiros que podem não estar disponíveis no país de origem do investidor.

Isso permite diversificar ainda mais o portfólio, o que pode ajudar a aumentar o potencial de retorno e reduzir os riscos associados aos investimentos.

Investidores com contas no exterior podem aplicar em ações, títulos e fundos internacionais, bem como em moedas estrangeiras.

Isso pode ser particularmente atraente para aqueles que buscam exposição a mercados emergentes ou desenvolvidos com potencial de crescimento e rendimentos mais elevados do que os disponíveis em seu país de origem.

Ter uma conta bancária em outro país também pode facilitar a diversificação de investimentos em diferentes setores e indústrias.

A OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) oferece uma base de dados sobre investimentos internacionais, que pode ser útil para identificar tendências e oportunidades de investimento em diferentes regiões e setores econômicos.

Ao buscar oportunidades de investimento no exterior, é importante considerar fatores como taxas de câmbio, regulamentações locais e riscos associados a cada mercado.

Realizar uma análise cuidadosa e buscar consultoria financeira especializada pode ajudar a tomar decisões informadas e a criar um portfólio de investimentos diversificado e resiliente.

Consultoria de investimentos

Facilitar transações internacionais

Manter uma conta bancária no exterior pode simplificar e agilizar transações financeiras internacionais, especialmente para pessoas e empresas envolvidas em negócios globais.

Ao realizar pagamentos e receber fundos em moedas estrangeiras, os titulares de contas no exterior podem reduzir os custos relacionados às taxas de câmbio e às tarifas bancárias, que geralmente são aplicadas em transações internacionais.

Além disso, ter uma conta no exterior pode melhorar a eficiência das transações, uma vez que o tempo necessário para processar pagamentos e transferências entre países pode ser significativamente menor quando comparado a transações envolvendo bancos em diferentes países.

Isso pode ser especialmente útil para empresas que realizam negócios em várias moedas e precisam gerenciar fluxos de caixa internacionais de maneira eficiente.

O Banco Mundial disponibiliza informações sobre as taxas de câmbio entre países, o que pode ser útil ao planejar transações financeiras internacionais.

Além disso, é importante estar ciente das regulamentações e restrições cambiais que podem ser aplicadas em diferentes países, bem como das leis e normas que regem a movimentação de fundos entre fronteiras.

Redução de impostos

Em algumas jurisdições, abrir uma conta no exterior pode resultar em benefícios fiscais para empresas e indivíduos.

Isso pode incluir taxas de imposto de renda mais baixas, isenções fiscais para certos tipos de investimentos ou incentivos fiscais específicos para atrair investidores estrangeiros.

Esses benefícios podem ajudar a melhorar o retorno geral dos investimentos e a reduzir a carga tributária global.

No entanto, é fundamental estar ciente das leis fiscais e obrigações em seu país de origem e no país onde a conta será aberta.

Algumas jurisdições podem exigir que os residentes declarem ativos e rendimentos no exterior, enquanto outras podem aplicar impostos sobre ganhos de capital ou outros impostos relacionados a investimentos internacionais.

A KPMG publica um guia de impostos internacionais, que pode ser útil para entender as diferenças nas legislações fiscais ao redor do mundo.

Além disso, buscar assessoria fiscal especializada é altamente recomendado para garantir que você esteja cumprindo todas as obrigações fiscais e aproveitando ao máximo os benefícios fiscais disponíveis.

Custo de conta no exterior

Os custos para abrir e movimentar uma conta no exterior variam conforme cada instituição. Em muitos casos, o cliente é isento de taxas de abertura e manutenção.

A isenção da taxa de corretagem para ordens de compra e venda dos principais ativos também tem se tornado uma tendência. 

De toda forma, é preciso pesquisar, afinal, cada corretora tem sua política de preços.

Para quem está no Brasil, os custos mais relevantes de uma conta no exterior são do IOF, fixado em 1,1% sobre as remessas, e o spread de câmbio.

Como abrir uma conta no exterior

Abrir uma conta no exterior é a parte fácil, principalmente com a revolução bancária protagonizada pelas startups financeiras.

Se você precisa de uma conta corrente, diversos bancos oferecem o serviço. Há opções de contas em dólar e euro. 

Se o seu interesse é investir fora do país, uma boa opção é abrir uma conta com esse propósito nos Estados Unidos, o maior mercado financeiro do mundo. 

O processo de abertura de uma conta no exterior já foi complicado e burocrático, mas tem se tornado cada vez mais simples e prático. 

As principais corretoras e instituições financeiras permitem a abertura pelo app ou internet banking em poucos minutos.

Conta no exterior na Charles Schwab

Uma das maiores empresas financeiras dos Estados Unidos, a Charles Schwab também oferece conta no exterior para investidores não americanos.

Você pode abrir uma conta de corretagem individual ou coletiva e acessar diferentes tipos de ativos, como fundos mútuos, ETFs, ações, opções, futuros, títulos de renda fixa, títulos do governo americano, criptomoedas e muito mais. 

Para abrir uma conta no exterior e fazer investimentos por meio da Charles Schwab são necessários os seguintes documentos:

  • CPF ou número de identificação fiscal
  • Nome e endereço de correspondência do seu empregador (se aplicável)
  • Endereço de e-mail e número de celular.

Quer tirar suas dúvidas sobre a conta no exterior e como dar esse passo na internacionalização dos seus investimentos? Deixe um comentário!

Consultoria de investimentos para aproximar você de seus objetivos. Comece agora!

Deseja conhecer mais sobre o meu trabalho e descobrir como a consultoria de investimentos pode ajudar na construção e preservação do seu patrimônio?

Mande uma mensagem pelo WhatsApp e vamos conversar!

Consultoria de investimentos


Lembre-se: rentabilidade passada não é garantia de retorno futuro. O desempenho dos fundos é líquido de taxas, mas não de impostos. O conteúdo deste blog tem o objetivo de educação financeira. Não tome decisões baseadas unicamente neste ou em qualquer texto. Faça a lição de casa, estude, questione, investigue e dê valor ao seu dinheiro.

Picture of Gustavo Heldt

Gustavo Heldt

Consultor associado da TRAAD Wiser Investor. Especialista em Investimentos e Finanças.

Me segue lá no Instagram 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Envie suas dúvidas :)